As saídas fotográficas, o que são, como organizar uma?

28ª Saída Fotocultura - Bixiga 06/10/2012

Organizo as Saídas Fotocultura desde 2008 e tem sido uma experiência ótima para mim. Espero que mais saídas sejam feitas, em todo o país, e por isso vou compartilhar um pouco da minha experiência.

Uma saída fotografia é um evento que reúne fotógrafos para andar por algum local e fotografar juntos. O termo “saída fotográfica” vem do ramo profissional da fotografia e trata-se se um serviço externo de um fotógrafo. Dentro dos cursos de fotografia sempre houve um momento de ir para a rua e colocar em prática o que se tinha aprendido. Este momento passou-se a ser chamado também de “saída fotográfica”. Algumas escolas também organizavam eventos independentes de cursos. Claro que tudo isso tinha um custo, afinal as escolas são empresas. Hoje, com a ajuda da internet, saídas livres e gratuitas são organizadas por qualquer pessoa disposta. É tão simples a ideia! 

E por que fazer isso? Não seria melhor cada um sair e fotografar onde quiser e o que quiser? Às vezes sim. Mas sair em grupo tem diversas vantagens: segurança; aprendizado coletivo; amizades, diversão... a atividade em grupo “incorpora a provisoriedade e a multiplicidade que permeiam o cotidiano” (Moreno, 2005), vai na direção do coletivo, e não do individual, nos permite a troca e ampliação de experiências. Assim potencializamos o processo de aprender a pensar, sentir e agir. Este local de encontro que é a saída fotográfica é onde o aprendizado da fotografia tem o maior potencial, pois é uma verdadeira experiência e permite uma ampliação profissional e pessoal. 

Quando comecei a organizar saídas já tinha 11 anos de experiência na fotografia, mas depois disso, a cada ano, tenho me desenvolvido muito como fotógrafo, como pessoa e como cidadão. Nunca conheci tanta gente legal, nunca tive tantas idéias e, principalmente, nunca tive tantas fotos. Meus melhores trabalhos são, na maioria, feitos durante as saídas. 

Através da cortina de luzQuer fazer uma saída fotográfica na sua cidade e não sabe por onde começar, ou já organizou uma e não apareceu muita gente? Como organizar e divulgar? Ir para onde? 

Vou dar uma ajuda! 

Desde 2008 organizo saídas fotográficas, e também participei de algumas organizadas por outras pessoas. Com um certo “know how”, um conhecimento acumulado depois de organizar dezenas de saídas, me sinto a vontade para dar algumas dicas para quem quer organizar um passeio fotográfico na sua cidade.

Seguem várias dicas, que não são uma receita de bolo, mas apenas idéias para ajudar:

Divulgação

A saída tem que ser bem divulgada, e com antecedência para que as pessoas possam planejar sua participação. Divulgue principalmente em grupos no flickr, em sua galeria, facebook, twitter, Orkut, etc. 

23ª Saída Fotocultura – Noturna na 23! em 27/10/11

Crie um nome e uma marca. As minhas saídas, por exemplo, são as Fotocultura:

Organização

A saída deve ter uma organização clara e caprichada. Hora e local marcados para começar e para terminar, roteiro, etc. Se você não conhece o local, vá antes para ver como é e prever problemas, e saber o que fotografar. Cuidado com a segurança, veja se o local não é muito perigoso, se precisa de autorização para “câmeras profissionais” (sim, ainda tem muito segurança que implica com câmeras que eles acham que são profissionais). Com as “saboneteiras”, as compactas, geralmente não temos problemas.

A saída deve ser gratuita, se quiser que tenha muitos participantes. Para cobrar é preciso que tenha benefícios equivalentes.

Nas ruas do Bixiga

Tema

Ter um tema ajuda muito. O evento deve ser livre, cada um fotografa o que quiser, mas o tema é bom para quem estiver sem idéias. Pode ser algo como “as cores da cidade”, “a correria do dia-a-dia”, “poesia na rua”, etc.

Insistência

Não desista se nas primeiras saídas aparecer pouca gente. Marque outra, e outra... As pessoas devem saber que é um evento que já aconteceu antes, e que acontecerá novamente. Questão de credibilidade. Eu fiz saídas em que vieram 3 pessoas, e outras com 150 pessoas!

Registro

Registre o evento. Tire fotos, faça vídeos, e principalmente faça a “foto oficial”, que é aquela com todos os participantes. Depois disponibilize ela para todos, em um bom tamanho, com o nome do evento, etc. Veja o exemplo:

Foto-radial-leste  

•“Feedback” 

Coloque suas fotos e todas as informações possíveis sobre a saída, de preferência junto à foto oficial. Você pode fazer um relato de como foi a saída, ilustrando com as suas fotos e fotos dos participantes. É importante guardar os emails dos participantes, e depois da saída avisar que tem a foto oficial, convidar para as próximas, etc. 

O “depois da saída” é muito importante, principalmente para o aprendizado. Ajude os participantes a verem as fotos uns dos outros, com links e seleções. O Flickr por exemplo tem uma ferramenta chamada Exposições, que ajuda muito, veja aqui: Fotocultura Top 18.

Basicamente são estas as dicas. Conforme eu lembrar de outras irei acrescentando aqui, e se alguém tiver mais idéias pode me mandar ( Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.), inclusive dicas de lugares para ir, e vamos colocando aqui, criando um banco de idéias! 

Nas ruas do Bixiga

Sobre meu trabalho:

As Saídas FOTOCULTURA tem por objetivo trazer todos os interessados em fotografia para a prática, para as ruas, para a cidade, unindo fotografia e cultura. É um evento TOTALMENTE livre e gratuito, onde todo tipo de fotógrafo é bem vindo. A cada saída temos um tema diferente, e muitas vezes temos patrocinadores que oferecem prêmios. Nestes eventos treinamos aspectos técnicos, mas também subjetivos da fotografia, conhecemos cultura e a cidade. Considero até um treino de cidadania! Veja mais sobre as Saídas FOTOCULTURA.

Continuem fotografando! 

 

Yuri Bittar, por Fabio Uehara

Sobre o autor: Yuri Bittar

Yuri Bittar é designer, fotógrafo e historiador. Atua como designer gráfico, e desenvolve cursos de fotografia, exposições e as saídas Fotocultura, além de pesquisas sobre humanização no ensino da saúde. Através da história oral, da fotografia, da literatura e outros recursos, tem buscado criar projetos mais próximos ao humano e que contribuam para a melhora da qualidade de vida.

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site: http://www.yuribittar.com